Saiba mais sobre o câncer de boca

Compartilhe:

Conhecido popularmente como câncer de boca, o câncer de orofaringe ou cavidade oral, refere-se às lesões tumorais na região dos lábios, céu da boca (palato duro), língua, gengivas superior e inferior, área atrás dos dentes sisos (trígono retromolar), assoalho de boca e no tecido que reveste toda a cavidade bucal (mucosa bucal). A doença atinge principalmente homens e mulheres com idade acima de 40 anos.

Dra. Cláudia Tavares explica melhor sobre o câncer bucal
Dra. Cláudia Tavares explica melhor sobre o câncer bucal

Segundo a radioterapeuta do Hospital do Câncer, Dra. Cláudia Helena Tavares, um dos principais sintomas desse tipo de câncer é o aparecimento de feridas que não cicatrizam (lesões ulceradas). “Feridas que não cicatrizam no período de uma semana, dores ou sangramento local ou dor e/ou úlceras pelo ajuste inadequado de próteses dentárias, são alguns dos sintomas desse tipo de tumor. Dificuldade na fala, espasmos prolongados dos músculos mastigatórios (trismo), dificuldade para engolir (disfagia), dor de ouvido (otalgia), salivação em grande quantidade e caroços no pescoço (nódulos cervicais) também são sinais de câncer de boca”, explica a médica.

Dra. Cláudia esclarece que entre os fatores de riscos associados ao desenvolvimento desse tipo de câncer estão o tabagismo (dados da Organização Mundial da Saúde estimam que cerca de 90% dos pacientes diagnosticados com câncer de boca eram tabagistas), o uso excessivo de álcool, exposição excessiva ao sol (para tumores de lábios), infecção por HPV e má higiene oral.

O tratamento do câncer de boca pode ser feito com cirurgia e/ou radioterapia, associados ou não e quimioterapia. Dados do Instituto de Câncer (Inca) apontam que o câncer de boca é curável em 80% dos casos. A radioterapeuta Dra. Cláudia Helena alerta que o principal cuidado contra o câncer de boca é a prevenção. “Evitar o fumo, o álcool e se proteger durante a exposição ao sol”, orienta.

Para se prevenir ainda mais, você pode fazer o autoexame da boca. O passo a passo é uma dica do Setor de Estomatologia da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP):

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *