#OutubroRosa: A força de Rosângela

Compartilhe:

Dona de casa de 52 anos, uma mulher íntegra que sempre buscou ressignificar sua história, mãe de dois filhos já casados, Rosângela ainda foi uma excelente e atenciosa filha que cuidou de sua mãe até os últimos momentos de sua vida. Ela conta que mesmo antes de ser diagnosticada com o câncer, ela já percebia certos nódulos no seio, mas resolveu priorizar o cuidado com a mãe. Chegou uma hora que ela teve que tomar providências.

“Minha mãe ficou muito debilitada após uma cirurgia cardíaca. Eu ainda cuidei dela um ano e meio após esse procedimento, antes dela falecer em julho de 2018”, relembra Rosângela. Segundo ela, nesse período de cuidado, ela começou a notar alguns nódulos no seio, mas que só foi buscar ajuda médica após três meses do falecimento de sua querida mãe. Resultado: o tumor já estava grande e ela foi encaminhada imediatamente para iniciar os tratamentos.

No meio do processo de absorver duas notícias difíceis que a deixaram em estado de vertigem, as quimioterapias ainda foram um agravante, já na primeira sessão, que aconteceu no dia do seu aniversário, seus cabelos começaram a cair. Ela lembra que passava muito mal e sentia muitas dores depois do medicamento, “era uma sensação de morte”, conta. Ainda como parte de seu tratamento oncológico, Rosângela realizou uma cirurgia de retirada da mama. Depois deste momento, ela relata que olhava para o espelho e se sentia muito triste e com a autoestima baixa, foi quando a humanidade dos profissionais do Hospital do Câncer fez toda a diferença. “Nesse período o pessoal do Hospital falava: ‘a cada dia que você se olhar no espelho e ver a cicatriz, lembre-se que é uma marca de superação’”, ela se recorda. A partir daquele momento, a dona de casa teve a certeza de que sua “essência não estava no peito”.

A solitude de Rosângela durante o processo de tratamento a fez uma mulher mais forte e pronta para ressignificar sua história mais uma vez. Ela conta que é capaz de encarar qualquer desafio na sua vida, “o pior já passou”. Atualmente, ela se encontra na fase de acompanhamento de seu tratamento e o que mais deseja é vida nova. O primeiro passo foi começar uma reforma completa em sua casa, com o objetivo de mudança, segundo Rosângela, é se libertar de amarras do passado e construir um ninho com sua cara. Mas essa mudança não para por aí.

Com as vitórias e aprendizados ao longo do seu processo de tratamento oncológico, Rosângela deseja compartilhar sua história ajudando aqueles que estão no meio do caminho, principalmente os mais idosos, missão que escolheu para si após o convívio cuidadoso com sua mãe. Questionada sobre a mensagem que ela deseja compartilhar com as pessoas que estão na mesma situação que ela este há algum tempo atrás, ela é categórica: “Quero ensinar as pessoas a serem mais fortes que o câncer. Tudo passa”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *