Hospital do Câncer forma mais uma residente em Cancerologia

Compartilhe:

A manhã da última sexta-feira (29) foi de comemoração no Hospital do Câncer, com a formatura da residente Florença Neves Copati. A médica concluiu a residência em Cancerologia Clínica que fez no Hospital do Câncer em Uberlândia nos últimos 5 anos. Com o trabalho sobre a judicialização no tratamento oncológico, Dra. Florença recebeu a titulação de oncologista e passa a fazer parte do quadro de profissionais do Hospital do Câncer em Uberlândia.

A solenidade foi marcada pela apresentação da monografia de conclusão, descerramento da placa comemorativa e uma confraternização entre a formanda, seus familiares e a equipe médica. Os preceptores, responsáveis pela condução dos trabalhos durante a residência, e o coordenador formalizaram a aprovação e a médica, que recebeu o título de cancerologista.

Na visão do coordenador da residência em cancerologia, Dr. Rogério Agenor de Araújo, o estudo realizado sobre a judicialização no tratamento oncológico feito pela residente é de suma importância. “É um assunto muito importante, porque o SUS não oferece tudo que gostaríamos e as nossas tabelas de procedimentos estão desatualizadas. Em alguns casos os medicamentos são muito caros e sabemos que a maioria dos nossos pacientes não tem condições de comprá-los. Essa é uma questão importante para rediscutir os problemas da saúde pública e em especial da saúde oncológica”, conta o médico.

Dra. Florença durante a apresentação dos resultados de sua pesquisa
Dra. Florença durante a apresentação dos resultados de sua pesquisa

Dr. Rogério também não esconde a satisfação em ver mais uma residente obtendo o título de oncologista. “Fico muito feliz com a conquista da Florença, pois sempre foi dedicada. É uma felicidade, pois construir um hospital não é somente focar na parte estrutural, precisamos também construir profissionais com valores. Sabemos que os oncologistas são médicos difíceis de se encontrar no mercado e poder ajudar a desenvolvê-los é uma alegria”, conclui o médico. Desde 2005, quando a residência em Cancerologia foi lançada, já foram formados 10 oncologistas, sendo que oito deles compõem a equipe médica do Hospital do Câncer.

Para a médica recém-formada, a emoção de concluir mais uma etapa na vida profissional é gratificante. Dra. Florença conta que sempre quis trabalhar na área de oncologia, mesmo antes de começar a faculdade de medicina. “A sensação é fantástica, de dever cumprido”, conta.

Sobre a pesquisa, Dra. Florença afirma que o interesse pelo tema que deu origem ao seu trabalho de conclusão de curso veio dos dilemas vividos pelos médicos no consultório. “O que me despertou a vontade de focar em minha pesquisa foi ver a angústia que vivemos no consultório, de saber que existe uma medicação que o SUS não contempla, que é cara e que muitas vezes o paciente não tem condições de comprar. Será que eu peço? Vai realmente beneficiar o paciente? Diante disso resolvi pesquisar quais e quantos medicamentos eram liberados por meio de judicialização dos pacientes em tratamento no Hospital do Câncer em Uberlândia”, conta a médica. Além da análise dos números, a pesquisa da oncologista também observou qual era a expectativa de vida e sobrevida dos pacientes que receberam o benefício.

Agora na função de oncologista, Dra. Florença confessa a ansiedade e a alegria de exercer o cargo. “ O meu contato com a oncologia e com o Hospital do Câncer já dura mais de 10 anos, desde a minha graduação, na participação da Liga do Apoio ao Paciente com Câncer e hoje poder fazer parte do corpo clínico do Hospital é a concretização de um grande sonho”, completa.

Dra. Florença recebe, das mãos do coordenador da residência em Cancerologia, Dr. Rogério Araújo, o diploma de conclusão de sua residência
Dra. Florença recebe, das mãos do coordenador da residência em Cancerologia, Dr. Rogério Araújo, o diploma de conclusão de sua residência
Vitória: Dra. Florença, junto aos colegas de residência, exibe com orgulho o diploma conquistado
Vitória: Dra. Florença, junto aos colegas de residência, exibe com orgulho o diploma conquistado
Conquista: junto aos familiares, Dra. Florença descerra a placa em sua homenagem pelo título de especialização
Conquista: junto aos familiares, Dra. Florença descerra a placa em sua homenagem pelo título de especialização

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *