Amor, solidariedade e Luta Pela Vida

Compartilhe:

“Eu vejo o câncer como um aprendizado em minha vida. Com certeza isso se deve ao fato de eu ter sido tratada aqui e da forma como fui recebida. Eu não escolheria outro lugar para fazer o tratamento”. Depois de 16 sessões de quimioterapia e 25 de radioterapia, é assim que Moline Lemos descreve seu período de tratamento no Hospital do Câncer em Uberlândia. 

Há cerca de um ano, a biomédica e professora universitária de 33 anos foi diagnosticada com carcinoma invasivo grau 2 e realizou o procedimento de retirada total da mama. Ela conta que, para além de qualquer sofrimento, esse episódio em sua vida foi encarado com muita leveza e otimismo graças ao tratamento humanizado da Instituição. “Eu vivi isso aqui como paciente e vi cada sorriso dos voluntários, a atenção desde a recepção até os enfermeiros”, ela relata. 

Hoje, Moline aguarda a cirurgia de reconstrução de mama e faz questão de ajudar o Grupo Luta Pela Vida como pode. Ela foi uma das primeira pessoa a participar da campanha #JuntosLutamosPelaVida, voltada para arrecadar contribuições durante a pandemia do novo coronavírus, e ganhou uma camiseta que, pra ela, possui um significado muito especial. 

Casos como o de Moline tiveram sucesso graças a doações destinadas ao Hospital do Câncer em Uberlândia. Para que possamos continuar salvando vidas, mais do que nunca precisamos da sua contribuição. Adote a campanha #JuntosLutamosPelaVida e ganhe a mesma camiseta de Moline nas doações a partir de R$100. 

Apoie o Grupo Luta Pela Vida e Hospital do Câncer em Uberlândia na luta e no combate ao câncer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *