A superação de João Lucas

Compartilhe:

“A pior parte do tratamento era quando eu saia na rua com minha família e sentia o olhar de pena das pessoas. Aqui dentro do Hospital do Câncer eu não tinha isso. A forma como eu era tratado pelos profissionais e voluntários amenizava toda a situação”, conta João Lucas sobre o período em que tratou um linfoma ósseo desenvolvido no seu fêmur quando ainda tinha 11 anos. 

Foi após uma pancada sofrida durante uma brincadeira que João começou a sentir um forte dor na perna. Quatro meses após o diagnóstico de lesão muscular, as dores não pararam e a família do garoto resolveu realizar um raio-x, que diagnosticou um tipo raro de tumor. Naquele dia, João Lucas se tornou o primeiro paciente da história do Hospital do Câncer em Uberlândia a tratar aquele tipo de câncer.  

O caminho percorrido até o diagnóstico de cura não foi fácil. Valéria, a mãe de João, relata como foi difícil escutar dos médicos oncologistas que seu filho corria sérios riscos de vida. Ela conta que durante o tratamento, o osso de João Lucas estava tão fraco que chegou a ser comparado com a fragilidade da casca de um ovo, mas “hoje ver ele andando a cavalo, pedalando e praticando trilhas é preciso agradecer muito a Deus e ao Hospital.” 

Aos 20 anos, 9 depois do início do seu tratamento, João volta ao Hospital do Câncer e conta que o único sentimento possível é o de gratidão. Hoje ele é estudante de veterinária, um jovem temente a Deus e a sua família, namora há 4 anos e sabe reconhecer que isso só é possível graças ao tratamento humanizado e de qualidade que o HCa oferece, “as doações dão qualidade de vida ao paciente. Esse lugar me salvou graças a elas.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *