4 de julho, dia nacional do operador de telemarketing

Compartilhe:

Segundo dados do Sintratel, o Sindicato dos Trabalhadores em Telemarketing, atualmente no Brasil são 1.4 milhões de trabalhadores que atuam nesse setor. Além disso, a função que conecta instituições com as pessoas é um dos setores que mais emprega no país. No Grupo Luta Pela Vida, cerca de 35 pessoas possuem a nobre missão de acessar os doadores e conseguirem arrecadações em prol do paciente do câncer.

Claudia Lima é uma das operadoras de relacionamento do Grupo Luta Pela Vida. Ela trabalha no telemarketing há 13 anos, mas desde setembro de 2017 assumiu a função de se conectar com doadores em prol dos pacientes com câncer. Segundo ela, seu trabalho é ser porta-voz das demandas dos pacientes do Hospital. “É muito importante realizar esse contato com o doador, pois eles não sabem quais são as necessidades dos pacientes do Hospital. É aí que nosso trabalho começa”, ela conta.

Mas ser o início dessa corrente de solidariedade tem seus desafios. Claudia relata que ser operador de telemarketing é exercer a empatia diariamente: “muitas vezes o doador está disperso, mas quando ele percebe que você está exercendo um atendimento com compreensão e amor pela causa, ele começa a se envolver”. Apesar disso, a operadora conclui que quando o trabalho é feito com o amor, os desafios se tornam menores.

Que neste dia, e em outros, possamos reconhecer a importância dos operadores de telemarketing. O Grupo Luta Pela Vida parabeniza todos os seus profissionais que carregam a responsabilidade de tocar o coração dos doadores. Juntos, somos lutamos pela vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *