Grupo luta pela Vida

Hospital do Câncer de Uberlândia

Trabalho em crochê de pacientes e acompanhantes enfeita árvores do Hospital do Câncer

15/12/2014

voluntarias arvore ponto a ponto miniaturaQuem passa pela Rua Pedro Quirino, ao lado do Hospital do Câncer, tem encontrado as árvores do local bem diferentes. Desde a última terça-feira (09), os troncos das árvores foram envolvidos com uma espécie de ‘capa’ confeccionada com mandalas coloridas feita em crochê.

A ação faz parte do projeto “Ponto a Ponto”, nova iniciativa do Apoio Pedagógico Artístico e Cultural, que tem no crochê a nova ferramenta para trazer arte e alívio para enfrentar o tratamento do câncer. A ideia surgiu da voluntária e artista plástica Maria Clara Ferraz, que já conhecia algumas ações semelhantes adotadas em outros locais. “Estava em Buenos Aires e vi, em frente ao hotel em que estava hospedada, uma árvore linda enfeitada com crochê. Naquele momento já comecei a pensar em aplicar no Hospital”, conta Maria Clara.

A ideia recebeu apoio do coordenador do Apoio Pedagógico, Leonardo Almeida, que prontamente envolveu as voluntárias Alice e Nathalie Bondon, Sílvia Seabra e Patrícia Almeida na missão de fazer os entrelaçados dos barbantes se transformarem em verdadeiras obras de arte. Mas a função de fazer o crochê não poderia ficar restrita somente às voluntárias. Nada melhor do que contar com a ajuda de pacientes e acompanhantes. Elas então passaram a ensinar os pacientes em tratamento contra o câncer a fazer as mandalas multicoloridas em crochê. Pacientes adultos e infantis abraçaram a ideia e se divertiram com o novo projeto. Para a voluntária Alice Bondon, a oportunidade reavivou o prazer e o hábito de fazer crochê. “Ensinava para os pacientes com prazer. Alguns deles pediam para aprender. Até mesmo os homens participaram do projeto. Muitos se empolgaram tanto que faziam as mandalas em casa e depois as traziam para nós”, conta Alice.

A fachada do Hospital do Câncer ganhou um toque de alegria com os crochês multicoloridos (Foto: Carolina Tomaz

A fachada do Hospital do Câncer ganhou um toque de alegria com os crochês multicoloridos (Foto: Carolina Tomaz

publico fazendo croche projeto ponto a ponto

O crochê incentivou não só os pacientes, mas também a filha de Alice, a voluntária de 27 anos, Nathalie. “Comecei como voluntária em outro projeto, mas minha mãe acabou me chamando para ajudar no ‘Ponto a Ponto’ e aprendi a fazer crochê especialmente para colaborar com o projeto”, afirma Nathalie. A equipe de voluntários do Artesanato, coordenada por Vânia Maria, também contribuiu com doações para enfeitar as árvores.

Fazer crochê também mudou o dia a dia e a vida de Maria de Fátima Fagundes, que há três anos luta contra o câncer de colo do útero. A ideia de participar do projeto foi da oncologista com a qual Fátima se consultava, depois que a médica notou que a paciente começava a apresentar um quadro depressivo, ocasionado pela doença. “Tudo isso aqui foi uma bênção pra mim. Eu acho que todo paciente deveria experimentar essa oficina, porque ela é uma terapia que ajuda muito a gente”, conta a paciente. Mesmo sabendo fazer crochê desde muito nova, Maria de Fátima reaprendeu a técnica com ajuda das voluntárias e o artesanato se tornou uma válvula de escape para suportar momentos difíceis da doença. “Às vezes estou em casa, sentindo muitas dores, então começo fazer o crochê e esqueço a dor. É ótimo! Tenho indicado a oficina para todos os outros pacientes que conheço”, diz Maria de Fátima.

As árvores devem ficar enfeitadas por cerca de dois meses. O projeto continua e tem se multiplicado entre os pacientes. A reação dos pedestres tem diante da intervenção artística nas árvores tem sido positiva. O local agora se tornou ponto diferenciado no Hospital e tem arrancado sorrisos e produzido fotos e selfies que se espalham pelas mídias sociais.

Por Carolina Tomaz
Fotos: Carolina Tomaz

O sorriso de Maria de Fátima mostram como o crochê trouxe alegria durante o tratamento contra o câncer (Foto: Carolina Tomaz)

O sorriso de Maria de Fátima mostram como o crochê trouxe alegria durante o tratamento contra o câncer (Foto: Carolina Tomaz)

As voluntárias se reúnem semanalmente para fazer  crochê junto com os pacientes (Foto: Carolina Tomaz)

As voluntárias se reúnem semanalmente para fazer crochê junto com os pacientes (Foto: Carolina Tomaz)

Os voluntários posam, sorridentes, diante do trabalho que era sonho e se tornou realidade com ajuda dos pacientes (Foto: Carolina Tomaz

Os voluntários posam, sorridentes, diante do trabalho que era sonho e se tornou realidade com ajuda dos pacientes (Foto: Carolina Tomaz

Trabalho em equipe: desde a confecção até a montagem das mandalas na árvore, tudo foi feito de forma coletiva (Foto: Carolina Tomaz)

Trabalho em equipe: desde a confecção até a montagem das mandalas na árvore, tudo foi feito de forma coletiva (Foto: Carolina Tomaz)

voluntarias projeto ponto a ponto hospital do cancer

vista arvores ponto a ponto hospital do cancer

detalhes arvore enfeitada borda branca hospital do cancer

manda croche pedestre ponto a ponto hospital do cancer

vista ampla arvores hospital do cancer

mandalas croche ponto a ponto hospital do cancer

arvores rua ponto a ponto hospital do caner

arvores fim da rua enfeitada ponto a ponto hospital do cancer

arvore vermelha ponto a ponto

arvore e escada ponto a ponto hospital do cancer

voluntarios arrumando o croche na árvore hospital do cancer

arvore la ponto a ponto

arvores laranjas enfeitadas hospital do cancer

Festa de Natal com presentes e Papai Noel encanta crianças do Hospital do Câncer

11/12/2014

natal hospital do cancer brinquedotecaO trenzinho do Arroz Vasconcelos estava animado na manhã desta terça-feira (09). Carregado de otimismo e sonhos, mais de 50 crianças que estão em tratamento no Hospital do Câncer em Uberlândia, acompanhadas por seus familiares chegaram à casa de festa Bala e Balão para comemorar a data mais especial do ano: o Natal.

No local, os anfitriões mirins foram recebidos pelo Papai Noel, mamães noeis, os Anjos da Alegria e voluntários do Grupo Luta pela Vida. Cheias de brilho nos olhos, as crianças não se aguentavam de tanta alegria. Alguns dos pequenos pacientes foram correndo para os brinquedos, outros deram aquele abraço no Papai Noel. Além da decoração impecável o cardápio também foi especial, com cascata de chocolate, brigadeiros, cupcakes, bolos e salgadinhos.

Entre uma surpresa e outra, surgem caixas e caixas de presentes. Chamadas carinhosamente pelo nome, cada criança e seus irmãos receberam presentes, bombons e guloseimas.

Meire Lopes da Silva, mãe de Ana Vitória de cinco anos, disse que a filha passou por uma cirurgia na coluna cervical aos 13 dias de vida. “O Hospital do Câncer é um espaço que oferece tratamento humanizado e faz de tudo para deixar as crianças felizes. Essa festinha é um exemplo do carinho que os voluntários têm por elas”, afirma. Ana Vitória Lopes da Silva disse que gostou dos brinquedos. “Fui várias vezes na roda gigante. Enquanto eu girava o palhaço brincava comigo. Muito divertido”, contou.

A dona de casa Lusinete Maria dos Santos, mãe de Rafaela de cinco anos, estava feliz por ver a filha animada com a festa. “Ela ficou internada por 50 dias e por causa da imunidade baixa não podia ficar saindo, por isso, essa festa está sendo um presente e tanto. Já abraçou o Papai Noel e se divertiu nos brinquedos”.

Adriene Fidélis, voluntária da Brinquedoteca disse que tudo é preparado com muito carinho pelos voluntários com bastante antecedência. “A festa é completa. Tem tudo que a criançada gosta. Das guloseimas aos presentes. É um momento mágico e abençoado”.

O Grupo Luta Pela Vida e o Hospital do Câncer agradecem a colaboração de empresas e doadores que colaboraram para que a festa pudesse ser realizada.

Fotos: Felipe Flores

A decoração especial da festa não podia faltar (Foto: Felipe Flores)

A decoração especial da festa não podia faltar (Foto: Felipe Flores)

detalhes decoracao festa de natal hospital do cancer uberlandia

papai noel natal hospital do cancer uberlandia

decoracao boneco de neve festa natal hospital do cancer uberlandia

videogame natal hospital do cancer

fonte chocolate natal hospital do cancer uberlandia

brigadeiro natal hospital do cancer uberlandia

bebe motinha natal hospital do cancer uberlandia

crianca papai noel natal hospital do cancer uberlandia

escorrega crianca hospital do cancer natal

roda roda criancas natal hospital do cancer uberlandia

abraco papai noel natal hospital do cancer

alegria crianca presente de natal

ana clara papai noel natal hospital do cancer

animacao criancas presentes papai noel hospital do cancer

chegada criancas festa natal hospital do cancer uberlandia

crianca brinquedo hospital do cancer natal

crianca recebe presente natal hospital do cancer

crianca recebe presente papai noel natal hospital

entrega presentes criancas natal hospital do cancer uberlandia

iuri natal hospital do cancer uberlandia

papai noel e crianca natal hospital do cancer

piscina de bolinha natal hospital do cancer uberlandia

trenzinho arroz vasconcelos natal hospital do cancer

chega criancas e papai noel natal hospital do cancer uberlandia

Oficina Cultural recebe exposição de arte dos pacientes mirins do Hospital do Câncer

10/12/2014

uipi-Cursos-da-Oficina-Cultural-estão-com-inscrições-abertas-03092012“Formas e Cores” reúne as telas produzidas durante oficinas de pintura

Celeiro da arte e da cultura em Uberlândia, a Oficina Cultural abre suas portas para receber as telas de artistas ao menos inesperados: as crianças em tratamento no Hospital do Câncer em Uberlândia e seus acompanhantes. Entre 15 a 19 de dezembro, o público poderá conferir as obras em acrílico sobre tela produzidas no Hospital em 2014, na exposição intitulada “Formas e Cores”.

Os trabalhos apresentados são resultado das oficinas de pintura oferecidas aos pacientes, criadas por iniciativa do Grupo Luta Pela Vida, a ONG do Hospital do Câncer em Uberlândia. O projeto faz parte do Apoio Pedagógico Artístico e Cultural da ONG, que busca por meio da arte incentivar a cultura e, ao mesmo tempo, ser uma válvula de escape para enfrentar melhor o tratamento contra o câncer. As atividades também colaboram com o desenvolvimento motor e criativo das crianças e ajudam a diminuir o estresse e ansiedade ocasionados pela doença. Para o coordenador do Apoio Pedagógico, o psicólogo Leonardo Almeida, o trabalho realizado com os pacientes e acompanhantes visa tornar a arte, a cultura e a educação acessíveis. “É um estímulo que elas têm, afinal, pintar as distrai, as faz pensar em outras coisas, é uma terapia que se transforma em arte”, avalia.

telas exposicao de arte criancas hospital do cancer uberlandia

As oficinas, que acontecem toda semana no Hospital, são coordenadas pela artista plástica e mestre em História, Maria Clara Ferraz. Além de poderem expressar seus sentimentos por meio da pintura, a artista plástica insere noções de arte para as crianças e seus acompanhantes, com inspirações em grandes nomes da pintura, como Picasso, Leonardo da Vinci, Van Gogh, Monet, Munch, entre outros. “Os trabalhos são feitos com cores e materiais dentro de uma licença poética bastante significativa, sempre explorando temas e ideias, e abrindo para uma integração lúdica inédita de criação”, disse a professora.

O público que comparecer ao evento poderá, além de conferir todas as telas dos pequenos artistas, acompanhar ainda apresentações culturais e recitais no auditório da Oficina Cultural, das 19h30 às 21h.

Serviço Exposição ‘Formas e Cores’
Local: Oficina Cultural (R. Tiradentes, 24 – Fundinho)
Data: 15 a 19 de dezembro
Horário: 12h às 21h

Obras se transformam em catálogo de artes

Além de apreciar as telas das crianças, os amantes da pintura poderão também levar para a casa parte da arte produzida no Hospital. Cerca de 139 telas criadas durante as oficinas de arte entre 2010 e 2012 foram reunidas no catálogo que leva o mesmo nome da exposição. O intuito da criação do livro é de valorizar e eternizar o talento dos pacientes e também divulgar o trabalho artístico desenvolvido dentro do Hospital do Câncer. O público poderá adquiri-lo durante a exposição na Oficina Cultural pelo valor de R$ 70,00.

capa livro formas e cores

Conheça mais sobre os voluntários do Grupo Luta Pela Vidda

05/12/2014

No Dia Internacional do Voluntariado, mostramos alguns números interessantes sobre os voluntários do Grupo Luta Pela Vida, que dedicam seu carinho e amor aos pacientes em tratamento no Hospital do Câncer em Uberlândia. É por meio do trabalho voluntário que é possível tornar o ambiente hospitalar mais humanizado.

Arte: Carolina Tomaz

infografico voluntarios hospital

Arte de crianças se transforma em livro “Formas e Cores”

24/11/2014

criancas livro formas e cores hospital do cancer em uberlardiaCatálogo de pinturas feito pelos pacientes infantis e seus acompanhantes é fruto das Oficinas de Artes praticadas no Hospital do Câncer

Traços, rabiscos, cores, uma pitada de informação e para despertar o talento escondido dentro de cada aprendiz mirim, o exemplo do trabalho de grandes artistas inspiram e transformam telas brancas em imagens que remetem sentimentos. Esses foram alguns dos passos que pacientes infantojuvenis e seus acompanhantes tiveram para construir suas telas, que agora estão reunidas no livro “Formas e Cores”.

Em mais uma iniciativa do Grupo Luta Pela Vida, o livro reúne as pinturas feitas durante a oficina de pintura coordenada pela artista plástica e mestre em História, Maria Clara Ferraz. Ao longo de três anos, cerca de 150 crianças em tratamento no Hospital do Câncer abusaram do talento e entre um aprendizado e outro, telas foram pintadas, ora para presentear, ora para levar para casa. Com o intuito de divulgar esses trabalhos desenvolvidos pelos pequenos pacientes é que surgiu a ideia de criar o catálogo de artes. O objetivo de registrar as pinturas foi também para homenagear os pacientes, acompanhantes e as empresas Eletrosom, Guaraná Mineiro e Instituto Ronald McDonald, apoiadores do projeto.

O coordenador do Apoio Pedagógico Artístico e Cultural do Grupo Luta Pela Vida, Leonardo Almeida, conta que as aulas acontecem toda quarta-feira, antes das consultas dos pacientes. “É um estímulo que elas têm, afinal, pintar as distrai, as faz pensar em outras coisas, é uma terapia que se transforma em arte”, avalia. Segundo Leonardo, a ideia é a cada dois anos produzir outros exemplares. “As oficinas realizadas são muito importantes para os pacientes e acompanhantes da instituição e visam tornar a arte, a cultura e a educação acessíveis”.

pinceis crianca livro formas e cores hospital do cancer uberlandia

Para a professora de artes plásticas Maria Clara, que trabalha com as crianças há oito anos, é um prazer ensinar, falar de artistas consagrados e da história da arte no ateliê. Ela diz que oferecer esse tipo de trabalho artístico dentro de um Hospital é uma inovação, uma terapia, uma forma de extravasar sentimentos e emoções em traços particulares, seja por meio de rabiscos de temas livres ou inspirados por artistas de renome, como Picasso, Leonardo da Vinci, Van Gogh, Monet, Munch, entre outros. “Os trabalhos são feitos com cores e materiais dentro de uma licença poética bastante significativa, sempre explorando temas e ideias, e abrindo para uma integração lúdica inédita de criação”, disse a professora.

Para quem se interessou em adquirir o catálogo de artes, ele pode ser comprado pelo valor de R$ 70.00, pelo telefone 0800 34 2062.

Lançamento com oficina de pintura
O lançamento catálogo “Formas e Cores” aconteceu na manhã da última quinta-feira (20), no segundo piso do Center Shopping, próximo à área dos elevadores. Além de celebrar a reunião das obras feitas pelos pequenos pacientes e acompanhantes, o público que visitou o shopping pode participar de oficinas de pinturas, semelhantes às que são realizadas com os pacientes no Hospital do Câncer. O objetivo da ideia é que as pessoas também pudessem soltar a imaginação e praticar a pintura.

Fotos: Rodrigo Guimarães Neves

Pequenos artistas: reunir as obras feitas pelos pacientes infantis do Hospital do Câncer foi uma forma de celebrar e eternizar o trabalho artístico produzido por eles (Foto: Rodrigo Guimarães Neves)

Pequenos artistas: reunir as obras feitas pelos pacientes infantis do Hospital do Câncer foi uma forma de celebrar e eternizar o trabalho artístico produzido por eles (Foto: Rodrigo Guimarães Neves)

Membros da diretoria do Grupo Luta Pela Vida (Renato Alves, Clóvis Rosa, Fernando Ferreira, Maria Letícia de Sousa e Thaísa Galicioli) posaram orgulhosos do trabalho desenvolvido pela artista plástica Maria Clara Ferraz e pelo psicólogo Leonardo Almeida (Foto: Rodrigo Guimarães Neves)

Membros da diretoria do Grupo Luta Pela Vida (Renato Alves, Clóvis Rosa, Fernando Ferreira, Maria Letícia de Sousa e Thaísa Galicioli) posaram orgulhosos do trabalho desenvolvido pela artista plástica Maria Clara Ferraz e pelo psicólogo Leonardo Almeida (Foto: Rodrigo Guimarães Neves)

paciente infantil livro formas e cores hospital do cancer em uberlandia

maria giovana livro formas e cores hospital do cancer uberlandia

risada pacientes voluntarios livro formas e cores hospital cancer uberlandia

Os Anjos da Alegria se encantaram com as telas que fazem parte do livro (Foto: Rodrigo Guimarães Neves)

Os Anjos da Alegria se encantaram com as telas feitas que fazem parte do livro (Foto: Rodrigo Guimarães Neves)

close livro tintas formas e cores hospital do cancer uberlandia

Harmonia e diversão: durante as Oficinas as crianças pintam juntas (Rodrigo Guimarães Neves)

Harmonia e diversão: durante as Oficinas as crianças pintam juntas (Rodrigo Guimarães Neves)

paisagem paciente livro formas e cores

Grandes artistas, como Monet, são usados como referências para as pinturas do pequenos artistas (Foto: Rodrigo Guimarães Neves)

Grandes artistas, como Monet, são usados como referências para as pinturas do pequenos artistas (Foto: Rodrigo Guimarães Neves)

borboleta paciente livro formas e cores hospital do cancer uberlandia

ana clara pintura livro formas e cores hospital do cancer uberlandia