Grupo Luta Pela Vida leva ‘Prosa Pela Vida’ para as cidades de Prata e Nova Ponte

Compartilhe:

O projeto “Prosa Pela Vida”, desenvolvido pelo Grupo Luta Pela Vida, a ONG do Hospital do Câncer em Uberlândia já tem seus próximos encontros marcados. O projeto, que tem o objetivo de visitar cidades da região para apresentar o trabalho feito no Hospital do Câncer em Uberlândia passou pela cidade do Prata, na última quarta-feira (04) de outubro e próximo será em Nova Ponte, no dia 06 de outubro.

Bem ao estilo mineiro de uma boa ‘prosa’, a ideia é apresentar de forma mais próxima aos municípios vizinhos que possuem pacientes em tratamento no Hospital como é realizado o trabalho do Grupo na captação e aplicação das doações da sociedade no Hospital do Câncer, além de demonstrar a importância da instituição de saúde como centro oncológico de referência no interior de Minas Gerais, que atualmente atende mais de 7.500 pacientes de Uberlândia e mais de 80 cidades de região.

A “Prosa Pela Vida” desta quarta-feira (04) aconteceu na cidade de Prata, na Câmara Municipal, reunindo a comunidade, políticos e empresários. A cidade atualmente é a 13ª cidade que mais teve atendimentos realizados no Hospital do Câncer, com 439 atendimentos somente em 2016. Na sexta-feira (06) é a vez de Nova Ponte receber o evento, que vai se realizar na Avenida Presidente Vargas, nº 1162, também às 19h. Atualmente o município é a 20ª cidade em número de atendimentos no Hospital, com o total de 256 atendimentos realizados em 2016.

De acordo com Virgínia Silva, supervisora de Marketing do Grupo Luta Pela Vida, o novo projeto é uma forma do Hospital do Câncer estar mais próximo dos pacientes e da sociedade. “Primamos pela transparência e queremos sempre prosear. A ideia é abordar assuntos que vão desde o atendimento humanizado, aos serviços oferecidos até o quanto ainda precisamos crescer. Queremos envolver a sociedade das cidades vizinhas nessa causa pela vida, que já ajudou e ainda vai beneficiar muitas pessoas. Entendemos que juntos, somos mais fortes”, afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *